1/1

   POLO: FLORIANO / PI

      (Fase de implantação)   

Responsável pelo Polo: Lorena Lopes Bonfim 

Endereço do Polo:

Breve

Bairro Centro - Floriano/PI. CEP:64800-137

Já em fase de implantação o novo Polo de estudos e outras atividades da Associação Piauiense de Psicanálise.

Integrando o Projeto RVP - Rede Viva de Psicanalise, com isso, a Associação Piauiense de Psicanálise procura manter um padrão de excelência na formação de psicanalistas, na transmissão, aplicação e difusão dos conhecimentos psicanalíticos.
Nessa página, com a implantação definitiva do Polo, todas as informações, notícias, propaganda, calendário e outros, serão disponibilizadas e encontradas, com o objetivo de manter sempre os dados atualizados. Aqui será o seu referencial sobre o POLO DA CIDADE DE FLORIANO / PI. 
1/8

INFORMAÇÕES GERAIS:

Acesse o site para estar atualizado com as informações gerais.

Acesse a página no Facebook e no Instagram (curta e compartilhe).

 

- Previsão da data de abertura (aula inaugural):- 29 / 08 / 2020

 

Em fase de retorno de acordo com os protocolos

a serem divulgados pelos governantes já visando 

o término do Isolamento social em função do

Covid-19. Vamos manter à espera.

DOWNLOADS:

- Caderno de apresentação do Programa de Psicanálise

   SEGUNDO SEMESTRE DE 2020 (Clique aqui)

- Ficha de Inscrição ONLINE (Clique aqui)

- Ficha de Inscrição para entregar no Polo: (Clique aqui)

   Nota: a Ficha de Inscrição já está disponível no Polo.

-  Edital de abertura da Formação de Psicanalistas 2º Sem/2020

                                                BREVE

(*) Número mínimo de 15 (quinze) integrantes. 

1/1

VISÃO E EIXOS DEFENDIDOS E PRATICADOS PELA ASSOCIAÇÃO PIAUIENSE DE PSICANÁLISE

 

A psicanálise pode ser exercida por qualquer pessoa, desde que passe por uma formação reconhecida e atenda aos critérios compostos por: análise pessoal, acompanhamento e supervisão de casos clínicos e os estudos teóricos.

 

A formação psicanalítica é oferecida a médicos e psicólogos graduados, registrados nos respectivos Conselhos Regionais. A aceitação de profissionais graduados em outras áreas do conhecimento humano ficará a critério da Comissão de Ensino. Isso preconiza o que Freud observou no seu texto sobre “o leigo” na Psicanálise, o que significa “não médico”. Ou seja: para estudar a Psicanálise e ser psicanalista, necessariamente, uma pessoa não precisa ser médica. A Psicanálise é aberta para outras áreas do conhecimento. Convém salientar que o ingressar na Psicanálise, face à importância e meticulosidade da psique humana, requer que o ingressante, a exemplo de todos os discípulos de Freud, seja dotado do espírito da arte de pesquisar e portador de conhecimento científico e cultural.

 

Freud, no texto ‘Sobre o Ensino da Psicanálise na Universidade’ (1919), explica a relevância do tripé na formação de um analista, que é composto por: análise pessoal, casos clínicos e supervisão, bem como, o estudo teórico (epistemológico e científico). Neste aspecto, afirma que a Universidade pode se beneficiar com a assimilação da psicanálise em seus planos de estudo, o que reforça a necessidade do psicanalista estar imiscuido no campo do saber científico e ser portador de conhecimento científico cultural reconhecido. Ou seja, desde a época de Freud que a psicanálise é implantada, de modo explícito ou implícito, como linha de pesquisa, nas universidades, o que vem reforçar a importância, o valor e a ética de uma Formação em Psicanálise com base epistemológica e dotada de cientificidade.

 

Conteúdo Curricular da Grade do Programa de Psicanálise da Escola Freudiana de Psicanálise

- Seção Teresina -

 

Teoria Psicanalítica:

 

1. Estudos em Freud I - Introdução a epistemologia e história da psicanálise: primeiras formulações psicanalíticas (parte a)..

2. Estudos de Freud II - Fundamentos da teoria da psicanálise: primeiras formulações psicanalíticas (parte b).

3. Estudos em Freud III - O Inconsciente freudiano: as tópicas Freudianas e suas manifestações e Mecanismos de defesas.

4. Estudos em Freud IV – Desenvolvimento bio-psico-sexual (Personalidade, libido complexos de castração e édipo).

5. Estudos em Freud V - Estudos sociais em Freud

6. Estudos em Freud VI - Metapsicologia freudiana

7. Estudos em Freud VII - Psicopatologia psicanalítica da vida cotidiana

8. Psicanálise e as fases da vida I - Infância: fundamentos de Anna Freud, Melanie Klein e outros

9. Psicanálise e as fases da vida II – Adolescência, puberdade e terceira Idade.

Estruturas clínicas:

 

10. Estruturas e manejos clínicos I - Constituição do sujeito na psicanálise: relações objetais, narcisismo e identificações.

11. Estruturas e manejos clínicos II – As neuroses

12. Estruturas e manejos clínicos III – As psicose

13. Estruturas e manejos clínicos IV – As perversões

Técnicas Psicanalíticas:

 

14.  Fundamentação de técnica psicanalítica: teoria e técnica: o manejo da resistência e da Transferência.

15. Técnica Psicanalítica II - Associação Livre e manejos clínicos

16. Técnica Psicanalítica III - Estrutura de Análise

17. Técnica Psicanalítica IV - Interpretação de Sonhos e manejos clínicos

18. Técnica Psicanalítica V – Manejo da análise e ato analiítco

19. Técnica Psicanalítica VI – Atuações Clínica e Processos de Intervenções

Movimentos expansionistas da Psicanálise:

 

20. Escolas Psicanalíticas I – Movimentos expansionistas da Psicanálise

21. Escolas Psicanalíticas II - Principais contribuições da Escola de psicanálise de Jung: 22. Escola Psicanalítica III - Principais contribuições da Escola francesa de psicanálise: Lacan

23. Escola Psicanalítica IV - Principais contribuições da Escola inglesa de psicanálise Winnicott e Bion:

 

Aplicações fundamentalistas e conexões:

 

24. Psicanálise e interdisciplinaridade entre a filosofia e mitologia

25. Psicanálise e neurociências: relações e aplicações psicanalíticas

26. Metodologia Científica aplicada à Psicanálise

27. Fundamentos de Psicofisiologia, Psiquiatria e Farmacologia aplicados a Psicanálise

28. Escritas do corpo, poética e estética na psicanalise: psicopatologias e leituras clínicas.

29. Políticas Sociais de Saúde aplicada à Psicanálise

30. Ética Psicanalítica: Questões da Clínica Psicanalítica

 

 

ASSOCIAÇÃO PIAUIENSE DE PSICANÁLISE

ESCOLA FREUDIANA DE PSICANÁLISE – SEÇÃO TERESINA